English|Português|Deutsch

Ode (ʺO rastro breve que das ervas molesʺ)

Ricardo Reis

Presença 10, 15 de março de 1928, p. 2.

ODE

O rastro breve que das hervas molles
Ergue o pé findo, o écho que ôco côa,

A sombra que se adumbra,


O branco que a nau larga —


Nem maior nem melhor deixa a alma às almas,
O ido aos indos. A lembrança esquece.

Mortos, inda morremos.


Lydia, somos só nossos.


Ricardo Reis.