English|Português|Deutsch

"Mensagem" por Fernando Pessoa ("Os Campos")

Fernando Pessoa

O Notícias Ilustrado, 6 de janeiro de 1935, p. 5.

  • „MENSAGEM„

    POR FERNANDO PESSOA

    OS CAMPOS

    O DOS CASTELOS

    A Europa jaz, posta nos cotovellos:
    De Oriente a Occidente jaz, fitando,
    E toldam-lhe românticos cabellos
    Olhos gregos, lembrando.
    O cotovello esquerdo é recuado;
    O direito é em angulo disposto.
    Aquelle diz Italia onde é pousado;
    Este diz Inglaterra onde, afastado,
    A mão sustenta, em que se apoia o rosto.
    Fita, com olhar sphyngico e fatal,
    O Occidente, futuro do passado.
    O rosto com que fita é Portugal.

    D. AFONSO HENRIQUES

    Pae, foste cavalleiro.
    Hoje a vigilia é nossa.
    Dá-nos o exemplo inteiro
    E a tua inteira força!
    Dá, contra a hora em que, errada,
    Novos infieis vençam,
    A benção como espada,
    A espada como benção!
  • „MENSAGEM„

    POR FERNANDO PESSOA

    OS CAMPOS

    O DOS CASTELOS

    A Europa jaz, posta nos cotovelos:
    De Oriente a Ocidente jaz, fitando,
    E toldam-lhe românticos cabelos
    Olhos gregos, lembrando.
    O cotovelo esquerdo é recuado;
    O direito é em ângulo disposto.
    Aquele diz Itália onde é pousado;
    Este diz Inglaterra onde, afastado,
    A mão sustenta, em que se apoia o rosto.
    Fita, com olhar esfíngico e fatal,
    O Ocidente, futuro do passado.
    O rosto com que fita é Portugal.

    D. AFONSO HENRIQUES

    Pai, foste cavaleiro.
    Hoje a vigília é nossa.
    Dá-nos o exemplo inteiro
    E a tua inteira força!
    Dá, contra a hora em que, errada,
    Novos infiéis vençam,
    A bênção como espada,
    A espada como bênção!